09/01/2008

Há poemas que...

Avivam memórias
Falam de aventuras
Contam histórias
Lembram amarguras

Relatam viagens
Fazem canção
Evocam coragem
Ensinam lição

Agitam as emoções
Espantam a solidão
Tocam os corações
Morrem de paixão

Cantam seus heróis
Adoram os astros
Seguem os girassóis
Enchem repastos

Embalam o sono
Despertam o amor
Resumem o sonho
Recordam o sabor

Vingam o ódio
Falam de Deus
Calam o Demónio
Invocam Zeus

Rodam com alegria
Revelam desejos
Agradecem o dia
Descrevem os beijos

Rimam nas feiras
Alimentam raízes
Ganham bandeiras
São hinos de países

Gritam de revolta
Choram a tristeza
Vivem sob escolta
Procuram a certeza

Pisam o palco
Marcham na rua
Apelam a algo
Lutam pela Lua

Cavam fundo
Lançam semente
Mudam o Mundo
Acordam gente
_______
Pedro Arunca
2008-01-09

5 comentários:

Paula Raposo disse...

Pois há poemas que são isso tudo!!! Beijos.

Å®t Øf £övë disse...

Pedro,
As palavras servem para registar para a posteridade os nossos pensamentos e sentimentos.
Bom fds.
Abraço.

avelaneiraflorida disse...

olá!!!!
Um poema sentido e uma colecção de músicas onde encontro algumas das minhas favoritas...
entre outras o "Purple rain"!!!!

Um bom fim de semana!!!
Bjkas!!!

MARGARIDA disse...

Há poemas que nos fazem chorar...
Mas há amigos que nos fazem sorrir
Obg kota

Cidchen disse...

Gostei do que li!
Parabéns pelo blog.
Beijinhos*