31/08/2007

Roazes

"Tursiops truncatus"
Estes, e muitos mais, vi-os a 8 milhas de Cascais.
O mar me quer o mar me encanta.

29/08/2007

Justificação

Alguns amigos, que passam por aqui, perguntam-me por que tenho escrito pouco nos últimos tempos. Então, para esses e para outros, cá vai a justificação:

Saibam que tenho escrito muito mais do que habitualmente. Acontece que estou, em várias frentes, à volta de 6 poemas, 1 história infantil e ainda num texto sobre "Nós". Dos poemas, 4 destinam-se a um amigo do Porto que canta (e bem!) o fado. Ele vai gravar um CD e pediu-me "2 letras" para "inéditos". Vou apresentar-lhe 4 "letras", para ele seleccionar. Um músico seu amigo fará as respectivas músicas. Darei notícias na altura certa.
Escrever requer inspiração, motivação e outras palavras e palavrões com "ão" no fim.
Por vezes, comparo uma frase ou um poema a uma pedra ou um pedaço de madeira. Para lhe dar forma tenho de esculpir. Dá o seu trabalho...

PS. Obrigado pelos vossos cuidados

Sem nome

Se eu tivesse poderes sobre a Lua
Todas as noites seriam de luar
Parava e esperava na tua rua
Para te poder ver chegar

Abre sempre as tuas janelas
Para eu por elas puder entrar
Tu és das luzes mais belas
Que os meus olhos podem desejar

Não escrevo teu nome nos muros
Porque um dia serão derrubados
Meu coração não é dos mais duros
Mas tem o teu bem gravado

Se em cada rua por onde passas
Houvesse uma câmara a filmar
Todas as horas eram escassas
Para eu te poder admirar

Já não sei qual o teu perfume
Nem as roupas que estás usando
Mas teu cheiro ainda é lume
Recordo-o de vez em quando

Ver-te feliz e sempre a sorrir
É meu desejo e prece divina
Dava tudo para também ouvir
Tua doce voz de menina

Guardo um sonho antigo
Bem no fundo, dentro mim
Um dia farei contigo
uma viagem sem fim

Palavras não faltarão
Para expressar meu sentimento
Gestos e afectos, farão
dele um melhor momento

17/08/2007

O mar

video
Céu invertido
De estrelas revestido
Lua dominante
Sina de amante
Elo grandioso
Íman poderoso
A ira e a calma
Espelho da alma
Na cor a emoção:
revolta ou paixão
Água de mil rios
Flores e navios
Palco de guerras
Move terras
Constrói e devasta
Envolve e arrasta
Leva para o fundo:
a gente e o mundo
Universo inspirador
de poesia e amor
Reino maravilhoso
Neptuno misterioso

______
Pedro Arunca
2007/08/17

10/08/2007

Entra na onda

Nuvens negras
Proibidas regras
Sirenes loucas
Vozes roucas

Chuva de verão
Esquecida canção
Roupa escassa
Rosto de farsa

Ruas molhadas
Portas fechadas
Óculos escuros
Homens duros

Olhos inundados
Passos apressados
Carteira vazia
Velha fotografia

Água turva
Perigosa curva
Sinal escondido
Corpo vendido

Mares profundos
Separam mundos
Gente perdida
Lutando pela vida

Onda gigante
Multidão falante
Faixa evolvente
Fala quem sente