06/11/2007

Vamos andando


Já muito nos faz pensar:
imagens, músicas e textos.
Nada nos leva a mudar,
sobram razões e pretextos.
Apenas fingimos sofrer,
porque a dor é alheia.
Não basta olhar e dizer:
-Eu tive uma ideia!
Pouco sei de Economia,
mas faço de conta
que o futuro é mais um dia
e o passado o desconta.
No “deve e haver”
constam os nossos nomes.
Calar, não é viver.
Diminui os homens.
Falamos e rimos,
de tudo e de nada
O importante é irmos
com a vida hipotecada.
___________
Pedro Arunca

2007/11/06

9 comentários:

pyta disse...

Calar é consentir.

Sol da meia noite disse...

Incrível o modo como tu, em forma de poema, falas do concreto, do real.
Gosto deste teu modo de escrever!
*

Ana Sofia disse...

"o futuro é mais um dia e o passado o desconta"... concordo... tantas vezes que perdemos tempo com coisas passadas. Agarramo-nos demasiado ao passado, temos sempre uma grande dificuldade em nos habiturarmos às mudanças. Por vezes lamentamos tanto o passado que nos esquecemos do futuro e do presente. Para mim a vida é um livro. Devemos olhar para as páginas antigas sim, mas para evitarmos repetir os mesmos erros.
Gostei do blog. Vou espreitar os posts antigos.

Paula Raposo disse...

Calar nunca!! Gostei de te ler. Beijos.

Fernanda e Poemas disse...

Olá Pedro, grata pela tua visita.
Adorei o teu blogue e o que nele escreves.
Beijinhos,
Fernandinha

Suspiros disse...

Nunca nos deveríamos render...

Papoila disse...

a vida hipotecada no Banco dos Sonhos..........

Gostei

Beijos
BF

avelaneiraflorida disse...

Caro Paulo,

Porque a VIDA tem demasiado VALOR...nem hipotecada ela poderá ficar!

Vivê-la de forma completa, inteira e com transparência!
É dificil, eu sei...mas é esse o DESAFIO!
BJKAS

lady.bug disse...

E a vida tem as costas largas...