22/09/2007

Fado para ti

Já conheço todas as ruas
do bairro onde tu moras
Perguntei por ti
Ninguém dá notícias tuas
Vi passar todas as horas
Não sei de ti
Muitas tardes nos cafés
lendo todos os jornais
Pensei em ti
Aprendi a ler as marés
nos muros do cais
Esperei por ti
Falei com muita gente
que se cruzou comigo
Falei de ti
Quem ama, sabe e sente
a dor de um amigo
Chorei por ti
Fui bater à tua janela
Ninguém me respondeu
Chamei por ti
Fiquei de sentinela
Tua porta não mexeu
Gritei por ti
As paixões deixam danos
saudades e dissabores
Rezei por ti
Já passaram muitos anos
Vivi outros amores
Amei por ti
_________

Pedro Arunca
2007/09/22

3 comentários:

Alexandra disse...

Que posso dizer Pedro?!

Somente quem verdadeiramente "sente" pode escrever desta forma.

Como sempre, fico s palavras. Só poderei acrescentar que se existem coisas belas esta é, seguramente, uma delas!

Beijo, até ...

Paula Raposo disse...

Adorei este teu poema! Muito bonito. Beijos.

Sandra Vasconcellos disse...

Como tudo que escreves tem sentimento e muita paixão, aliás obrigada pelo PPS amei é maravilhoso, e a montagem ficou excelente.
Voce é um verdaeiro artista.
Bjus