30/01/2009

Janeiro

Janeiro friorento
manda chuva
manda vento
Congela o momento
do calor dum beijo

Lareira quente
pede lenha
pede gente
Conforta a quem sente
o lume no peito

Inverno de chama
dá terra
dá lama
Aquece a quem ama
o centro do leito

Serra nevada
quer tudo
quer nada
Esconde a madrugada
o sonho perfeito

Noite gelada
tem arrepio
tem geada
Apetece almofada
a quem nutre desejo
#9

2 comentários:

carla mar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
carla mar disse...

um beijo apertado como um abraço :)