03/02/2009

Pintado de fresco


Pintura a óleo de Virgílio Sousa (2009/Fevereiro)

No teu solo branco e nu
podia escolher o fundo
deitar palavras
ancorar o mar
fixar estrelas
pintar gente
colar coisas
pegar fogo
deixar pó
desenhar o mundo

No teu fundo vago e tosco
podia simplesmente
falar do horizonte
amarrar a vaga
criar o espaço
moldar o ser
colocar cor
ver arder
ser grão
tornar diferente


_________
Pedro Arunca
2009/02/03


Ao meu amigo Gigi, com um abraço. Obrigado pelo quadro (e jantar). Prepara-te para a minha Freijoada de Gambas.

11 comentários:

Paula Raposo disse...

Um quadro lindo para as tuas palavras que eu tanto gosto! Também quero um bocadinho da feijoada de gambas. Pode ser?! Beijos.

Anónimo disse...

Se a paisagem já estava linda ficou completa com as tuas palavras.

Pelos vistos é preciso um quadro para se comer a tal Freijoada....

Talvez um dia....a bitola seja igual para todos

Adorei o poema.

MarTIC@ disse...

Alma de poeta. Mãos de artista. A combinação perfeita!

X@u

Anónimo disse...

Realmente uns são filhos outros são enteados....
Uns engolem Freijoadas outros engolem em ...seco..
Que poderei eu dizer quando já nem as palavras me reconhecem?
Devo ter chegado ao fim do caminho....

virgilio disse...

Fantástico. Espero que a feijoada de gambas não vire a feijoada de camarinha. Até breve.

Alexandra disse...

Que lindas cores! Que lindo espelho de água!!

As palavras, essas, deixam-me sempre sem... .... palavras!

1 beijo.

Å®t Øf £övë disse...

Pedro,
As tuas palavras estão completamente ao nível do quadro que recebeste. É fantástico o quadro, como são fantásticas as tuas palavras. Aliás como sempre.
Abraço.

MarTIC@ disse...

E então, onde anda o poeta???
Quando é que se escreve "de fresco", por estas bandas?

;)

***
X@u

A Luz A Sombra disse...

Se um amigo me presenteasse com um quadro destes, ficaria a contemplar esta beleza durante horas e horas!
O poema é lindo, Pedro, as cores do quadro são calmas, amizades assim só devem existir entre gente muito especial.
São amizades para guardar em cofres fortes mesmo sem "Feijoadas de Gambas"... e almoçaradas.
A Luz A Sombra

Inês Leitão disse...

very nice indeed.

cheers

Menina_marota disse...

Gostei das palavras e da pintura...

Um abraço